quinta-feira, 2 de junho de 2011

Chips de Potência. Vale a pena dar essa apimentada no motor?

Algo natural no comportamento do Homem é nunca estar satisfeito. Sempre existe margem para melhoras e essa constante busca por evoluções quase sempre resulta em benefícios.

Essa sede por melhoras tem grande exposição no mercado automobilístico. Os carros passam por processos de evolução em seu ciclo. Muitas vezes motores são aperfeiçoados, freios são aprimorados e a lista de equipamentos torna-se mais generosa.

Mas o que fazer depois de comprar um carro? Sem a possibilidade de esperar por uma nova geração, a saída é melhorar o que se tem em mãos. Tendo como objetivo melhorar a performance do veículo de forma rápida, discreta e eficiente, os "chips de potência" são uma das melhores opções disponíveis.

Esse trabalho muda os parâmetros de funcionamento do motor, extraindo mais potência, com um trabalho mais agressivo do motor. Mudam-se parâmetros de ignição, injeção de combustível e, em carros turbo, muda-se a pressão de trabalho da turbina, com ganhos enormes na potência e no torque.

Já andei em diversos carros chipados e os resultados sempre foram interessantes. Vale lembrar que nos carros turbo o ganho é MUITO maior.

Audi A3 1.8T 150: Esse modelo após a preparação ficou ignorante. Não me lembro exatamente onde foi feito o trabalho, mas o carro ficou com uma entrega de potência selvagem. Os pneus dianteiros sofreram muito com o acréscimo de potência e certamente a durabilidade virou sobrevivência. Se passar de 1 ano já é lucro! Claramente era possível perceber que alguma coisa mudou no motor, o comportamento do carro era outro. Essa versão do A3 não tinha controle de tração, então era comum o carro patinar muito de 1ª e 2ª marcha.

Audi A3 1.8T 180: O trabalho feito pela Oficina E-Werk ( http://www.ewerk.com.br/index1.htm ) foi um dos melhores que já vi. O carro ficou muito rápido, com uma elasticidade absurda! As retomadas em 5ª marcha eram espetaculares. Reduzindo marchas o carro disparava com muita força! Além disso, o carro em questão passou por outras mudanças, envolvendo troca de componentes da suspensão e troca de pneus por modelos mais largos e mais macios. O resultado de todo o esforço foi um A3 que era um canhão, mas extremamente civilizado, bem diferente do A3 150 acima mencionado. O trabalho na suspensão e nos pneus melhorou muito a estabilidade do carro, que ganhou muita velocidade de contorno nas curvas! O carro estava com um conjunto incrível e o dono até hoje tem saudade!

GM Astra GSi: O trabalho de remapeamento do motor foi feito pelo Vinicius Losacco, Pai do Giuliano Losacco, Bicampeão da Stock Car! A Oficina Losacco ( http://www.cco.com.br/ ) fez um trabalho extremamente bem feito e o carro ganhou potência e elasticidade. Os ganhos não foram tão grandes como os observados em carros turbo, mas o carro ficou muito mais gostoso de dirigir, as retomadas melhoraram muito o que permitia andar na cidade em baixas velocidades com a 5ª marcha engatada, melhorando o consumo! Na estrada o motor roncava forte e conseguia desenvolver boas velocidades e boas retomadas em ultrapassagens! Vejam no vídeo como estava a saúde do motor em um teste de 0-100 km/h




Subaru Impreza WRX 2003: Não cheguei a pilotar essa máquina do WRC domesticada paras as ruas, mas andei com um amigo Pilotando. Mesmo assim, deu pra sentir uma melhora muito grande em relação ao carro original, que já é bem rápido! As acelerações ficaram estúpidas, quando o turbo abria o carro disparava com muita força! Certamente o carro ficou com um desempenho de fazer inveja, mesmo no já veloz carro original!


Em todos os carros chipados que eu andei a performance apresentou melhoras significativas, sendo boa nos carros aspirados e espetacular nos carros turbo. Para quem gosta de uma condução mais esportiva, as mudanças feitas no motor vão ser muito apreciadas!

O vídeo abaixo mostra uma comparação entre um Renault Megane Turbo, vendido na Europa, com a preparação da "Superchips" e um outro original. A diferença no desempenho, comprovada nos testes, é muito grande! Além de ser mais rápido que o carro irmão original, ele supera o Ford Focus RS, a referência no segmento!




Quem gosta de performance e quer dar um upgrade no carro deve visitar algum preparador e fazer o chip de potência. O resultado certamente vai agradar! E ao visitar essas oficinas vão ver que mesmo donos de máquinas como BMW 335, M3 e M5 ou Mercedes AMG levam suas máquinas, já extremamente potentes, para ganhar aquele "algo a mais"!

Oficina Losacco
http://www.cco.com.br/

E-Werk
http://www.cco.com.br/

5 comentários:

Anônimo disse...

mto boa reportagem

ALT-TAB disse...

espero que tenha tirado suas dúvidas e quem sabe você não acaba chipando o seu carro!?

Artur J. Mendonça disse...

Parabens pela excelente reportagem, em especial pela eWerk, pelos excelentes serviços prestados em meus veiculos !!!!!

ALT-TAB disse...

A eWerk é uma puta oficina!

welvy1000 disse...

Olá amigos, preciso de uma ajuda .
Tenho uma bmw e36 323.98, e desde q comprei ela grila, bate pino, perde potência, e tem um adesivo colado no motor dizendo ewerk, dai o mecânico ta axando que ela tem esse chip de potência ewerk. E que tem algo de errado no módulo por isso ela grila, da pre ignição , já outro mecânico disse que tem q alinhar a corrente de comando que pode estar com um dente fora.
Alguém sabe me dizer como resolver meu problema? Se da pra retirar esse chip ou trocar o módulo.
tenho medo de furar o pistão.